quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Relato de uma experiência magnífica

Oie, como já disse pra vocês, tenho um aluno autista, e iniciamos um trabalho com ele com interação via email com o colega Thadeo, de 14 anos portador da Síndrome de Down.
No primeiro email, o Thadeo nos enviou um vídeo musical com o abecedário, o Augusto ainda não conseguiu realizar a atividade de sentar-se na frente do computador e abrir o internet explorer, a janela de email, e todas as outras funções que exige essa interação, então eu assim eu o fiz e sempre falando e tentando colocar a mão dele sob a minha para que ele experimentasse as sensações dos cliques. Quando abri o vídeo e começou a música, seu olhar mudou, ele abriu um sorriso e logo começou a pular, quando terminou ele me cutucava como se pedisse que colocasse novamente, e assim eu fiz. Antes,durante e após a atividade na sala de informática, eu falava constantemente o nome do amigo Thadeo para que ele abstraísse a idéia de comunicação. Sabendo-se do interesse do Thadeo por super-heróis, e concomitanemente do interesse do Augusto por música, escolhi um clipe musical que apresentava diversos super heróis, coloquei o vídeo para o Augusto e ele se divertiu com o som, confesso que não prestou muita atenção nas imagens que passavam na tela, mas só o seu sorriso já foi um sinal de aprovação, então enviamos ao Thadeo.
Penso que essa atividade de interação via email possa ser muito significativa para a aproximação das pessoas, com deficiência ou não, mas ainda não vejo como isso vai auxiliar no desenvolvimento do meu aluno, tendo em vista que ele ainda precisará adquirir muitas habilidades antes de conseguir enviar e receber emails com significado efetivo. Mas estou trabalhando para isso, com calma e respeitando seus limites e possibilidades.


Vídeo que recebemos do Thadeo
video



Um comentário:

  1. Olá Joana, parabéns pelo trabalho que vem realizando com seu aluno, com certeza obterá bons resultados, mas sabemos que o processo é demorado.

    Joana indiquei o seu Blog para uma colega que irá trabalhar com aluno autista no próximo ano, se puder fazer algumas publicações a mais sobre o seu trabalho ou materiais que utiliza como apoio, acho que irá ajudar muito.

    Abraços
    Cíndia

    ResponderExcluir